dez 03

I Congresso Nacional Jean-Jacques Rousseau

O I Congresso Nacional Jean-Jacques Rousseau – UFMA: Idiossincrasias e Diálogos é uma iniciativa do Grupo de Estudo e Pesquisa Interdisciplinar Jean-Jacques Rousseau – UFMA (GEPI Rousseau – UFMA). Tem por objetivo a integração dos vários orientandos da iniciação científica, da Pós-Graduação, bem como de pesquisadores da comunidade acadêmica cujas pesquisas se relacionam à obra do pensador genebrino Jean-Jacques Rousseau.

Tal evento, com a temática Idiossincrasias e Diálogos, pretende abarcar a diversidade de trabalhos e reflexões desenvolvidas atualmente no Brasil acerca da filosofia de Rousseau e suas implicações com as ciências humanas e sociais, na perspectiva em que insira de forma regular, a Universidade Federal do Maranhão no debate nacional sobre os temas estudados acerca desse autor.

O filósofo Rousseau praticou uma variedade de gêneros possíveis; segundo o próprio, todos objetivando atingir os mesmos princípios, apenas mudando o tom e variando na escrita, passando por obras de política, romance de formação, peças musical e teatral, contos, romance de amor, além de seus intensos monólogos e uma vasta prática epistolar que, juntamente com os textos de apologética, compõe o gênero da memória.

Vários outros autores tentaram interpretar Rousseau com as nuances de suas próprias ideias, para nele reconhecer ora um precursor, ora um inimigo teórico íntimo. Mas, esses múltiplos diálogos sobre o filósofo não resultariam exatamente da excentricidade de suas idiossincrasias, principalmente, o fato de seus discursos dependerem de gêneros tão variados? Daí a justificativa da abordagem temática do I Congresso Nacional acerca do Rousseau no Maranhão ser sobre suas Idiossincrasias e seus Diálogos, pois possibilitaria encontrar uma chave de leitura de problemas fundamentais da filosofia contemporânea. Afinal, são poucos os filósofos que conseguiram produzir uma obra que permaneça objeto de debate 300 anos depois de seu nascimento, Rousseau é um deles.

Dessa forma, são motivações como essas expostas aqui, que podemos insistir na leitura e discussão de seus textos em um grande debate, tanto por meio de suas idiossincrasias, quanto por meio de inúmeros diálogos travados com uma infinidade de autores de diversas áreas do conhecimento. Colocando a Universidade Federal do Maranhão no centro dos debates mais atualizados acerca do filósofo genebrino Jean-Jacques Rousseau.

nov 07

Realização / Apoio